Cadastre seu e-mail

segunda-feira, 17 de março de 2008

Um Ano Novo para lá das Calendas Gregas

Como tenho que começar por algum lugar, e já que vou falar de tempo, resolvi que o melhor seria começar pelo início. Mas como creio que as coisas vêem em ciclos busquei início na Roda do Ano, e o ponto para o Meu Início é Março, afinal Livia é um nome romano e o calendário da antiga Roma começava em Março.
Que o Ano comece em Ostara, Pessach, Páscoa!
Vejam bem, Ostara nas antigas culturas simboliza o renascimento, as mudanças e a passagem. Denotava também a capacidade de renascer e renovar-se periodicamente, libertar-se do que é velho e abrir-se para o novo. Na simbologia cósmica, significa o renascimento após a morte, a meu ver a carta da Morte no Tarot (só nesse ponto, Ostara/Tarot tem pano para muitas mangas).
Como a mulher trás a vida dentro de si e as sociedades antigas eram inicialmente matriarcais, a simbologia recaiu sobre deusas de fertilidade, Eostre para os celtas, Astarte (Fenícia), Kali (hindu), Hathor (egípcia), Afrodite (grega), Perséfone e por aí vai. Todas estas divindades estão relacionadas à lua nova e a nova vida, assim como a vida após a morte e ao renascimento. Veja a semelhança do nome da deusa Eostre e Easter (que significa Páscoa em inglês).
Mais recentemente, porém ainda bem antigo e sob o mesmo período, temos a libertação do povo Judeu da escravidão, a comemoração da Pessach, que em hebraico significa passagem. Esta comemoração se inicia na primeira lua cheia após o equinócio de primavera. Esse período me parece energeticamente positivo para esses re-começos, não acho que Moises pensou em Hathor e tomou a decisão de deixar o Egito e sim que esta conjunção astrológica leva a estas situações. Até aqui entendo que as civilizações antigas tinham seu ano baseado na Lua.
Já a Páscoa cristã recebeu o nome da comemoração judaica porque a Paixão de Cristo aconteceu no início do Pessach – e a Última Ceia teria sido um Seder, o tradicional jantar realizado na véspera do início da Pessach. Apesar de receberem o mesmo nome, as duas celebrações não ocorrem exatamente na mesma data, pois a Páscoa cristã é comemorada no primeiro domingo de lua cheia depois do equinócio de primavera. Novamente uma situação de libertação e/ou renascimento no mesmo período, decididamente não pode ser uma coincidência.
A mudança do calendário Juliano para o Gregoriano deu-se ao longo de três séculos e tivemos muita confusão, imaginem que o ano para os romanos começava em Março, tinham dez meses e os dias dos meses não eram numerados, como são hoje, mas sim contados em relação às calendas, nonas e idos, como pontos de referência.
Outros calendários esotéricos têm datas diferentes para o início do ano, por exemplo na Wicca o ano começa em Samhaim (isto é no Halloween) e pelo Calendário da Paz (Maia) o ano começa no dia 26 de Julho, já pelo Chinês o ano começou em 07 de Fevereiro, devem existir mais, porém isto é do que eu me lembro.
Então o bom é juntar Tudo e escolher a data do seu Ano Novo, pensando no seu signo, ascendente, crença religiosa, origem da família e qualquer outro parâmetro que lhe faça Feliz. O Meu Ano começa em Ostara, sob o signo Cardinal de Áries e sua energia iniciadora... e veja que máximo, esse é um ano de Marte.

......................................................................Livia Ulian

Um comentário:

humberto disse...

Livia escreve menos... essas coisas muito longas nao dá...para um semi alfabetizado e analfabeto funcional é dificil!!!!

bjos..

P.S. vou acompanhar de perto seu blog agora!!! bjos!!!

Humberto