Cadastre seu e-mail

sexta-feira, 4 de abril de 2008

O Dia da Lua!

Devia ser um dia comum, onde eu aprontava alguma arte comum a uma criança de 8 anos, mas nesse dia ganhei de presente uma lição que passou a fazer parte da minha vida! Isso foi especial, me diferenciou. - Minha mãe disse: "Hoje é dia da Lua".... Claro que eu não entendi, afinal nós aqui no Brasil não estamos acostumados a pensar assim, mas uma criança Inglesa, Alemã, Italiana e até mesmo Argentina da mesma idade, saberia.

Não adianta falar uma coisa assim pra mim e tentar sair como se nada tivesse acontecido. O mundo acabava de mudar, a chata da segunda-feira tinha acabado de virar um Belo Dia da Lua. Como essa notícia me deixou feliz, acredito mesmo que ninguém possa imaginar como isso mudou tudo pra mim! Sentei e esperei a enorme explicação, afinal minha mãe sabia muitas coisas relevantes.

Até que a explicação foi simples para a minha compreensão na época - em todos os países de língua latina e nos de idioma anglo-saxão, cada dia da semana era dedicado a um planeta ou deus. Minha mãe me explicou os planetas, porque eles tinham aqueles nomes e de onde vieram os deuses gregos e romanos. Eu vi o Olimpo! Imaginem a minha sensação, como tudo se tornou importante, ao ouvir que o deus que cuidava das pessoas do meu signo era Zeus, o maioral, o Meu deus agora tinha Nome... ZEUS! Como consequência passei a gostar das quintas-feiras mais que dos outros dias da semana, era o dia deu falar com Zeus.

Fui compartilhar a grande informação na escola, um colégio de freiras, só que minha explicação não era tão cheia de conteúdo e lógica como a da minha mãe, mas eu tentei. Tenho que dizer a todos que a informação ficou desacreditada, parecia viagem de criança, porém o mais interessante é que a partir deste dia eu entendi, que minhas amiguinhas não sabiam aquilo porque a mãe delas também não sabia, só a minha mãe. A informação tinha mais força ainda!

Passei a procurar informações relacionadas e a aprendê-las, no começo juntava papel, mas depois descobri que não precisava, pois eu sabia tudo de cor e salteado. Me interessava!

Um belo dia, na primeira aula de francês, tudo veio a toma! Pensando hoje, poderia ter sido na aula de inglês, mas a professora era tão desinteressada que a classe só sabia falar: My name is Vicky! Voltemos ao francês, Mademoiselle Arlete nos ensinou, dentre tantas coisas, os dias da semana e teve a delicadeza de dar exatamente a mesma explicação da minha mãe. Foi como um jogo de adivinhar, antes de dizer como era o nome do dia, ela falava: "segunda-feira é o dia da Lua então como deve ser falado em francês?" e a única a saber era euzinha... Lundi e por aí vai.... Foi nesse mesmo ano que começamos a estudar História Geral (até então tínhamos somente História do Brasil), e todo o panteão egípcio, grego, romano, emergiu do tártaro.

Para nós hoje, já grandinhos, isso parece tão óbvio, comum, mas pense em uma criança que ainda não teve contato com isso, experimente contar sobre o Dia da Lua...

.............................................Livia Ulian

Nenhum comentário: