Cadastre seu e-mail

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Maldades a parte!


Eu insisto em acreditar no ser humano! Eu deveria ter aprendido que as pessoas não são verdadeiras... Quando Lennon disse Nada é Real, muitos acreditaram, talvez até ele mesmo, que estivesse falando de Quântica!

A grande verdade é que não é só física, estamos falando de pessoas, não esse conjunto de átomos que toma diferentes formas, mas a parte que não conseguimos espalhar pelo espaço - a honra das pessoas também não é real.

Quantos sorrisos, quantas doces palavras eu ouço todos os dias. Quantas adagas escondidas e prontas para atacar. Que atitude miserável alguém invejar outro. Não existe inveja boa, o que é bom é admiração.

Já fui acusada de muitas coisas, mas nunca de invejosa, eu me sinto tão bem comigo mesma que acabo não percebendo os olhos maldosos e o punhal na manga. Sou totalmente cega nessa hora e só consigo perceber quando tudo se torna tão evidente que até uma criança reconheceria. Otária!

De uns tempos pra cá, resolvi que não daria a segunda chance para ser atacada, porque sou daquelas que se importa, que não dorme, que precisa conversar até esgotar o assunto para poder não sofrer de dor de estômago – infelizmente nunca consigo ficar sossegada se descubro que fui traída em minha confiança.

Eu não sou inocente, longe disso, mas nesse quesito sou o exemplo vivo da Terceira Lei de Newton. É eu sempre reajo!

A grande verdade é que não quero mudar, porque não sou fria, não sou calculista. Eu me importo, eu não finjo, posso até não ser real, mas sou verdadeira.


......................................................................Livia Ulian

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Nonae Caprotinae

A noite de Nonae Caprotinae estava linda! A lua enchia o céu com sua cor amarelada – e a impressão geral era de que a guerra havia sido deixada pra amanhã. Que Júpiter assim permita!

Já fazia alguns dias que as coisas pareciam que iam mudar, talvez pela proximidade dos festejos honrando sua esposa, talvez por ter encontrado uma nova distração – o caso é, Ele estava de bom humor e por conta disso Roma estava em paz. Claro, por aqui isso nunca dura tempo o suficiente para enjoar.

Nesta noite viam-se as companhias de teatro interpretando suas comédias por toda a cidade. Elas se multiplicavam e em cada nicho existia um ator mal vestido mostrando seu talento. A grande arena, por sua vez, estava lotada e de longe era possível ouvir a multidão pedindo mais uma vítima, porém nesta noite, os sacrifícios faziam parte da grande encenação, e somente vez ou outra, Marte tingia sua espada. Uma mistura de odores podia ser sentida por toda parte, parecia que todos os campesinos visitavam a cidade com suas caçarolas, para nelas cozer suas especialidades.

Num canto da cidade, em uma das muitas vilas residenciais, a deusa em sua face Lucina, trazia ao mundo uma linda menininha, que ao invés de chorar como todo recém nascido, riu encantando a todos. Seu sorriso pareceu aos olhos das parteiras, o da própria mãe, não aquela que lhe dava a luz, e sim aquela que lhe trazia ao mundo.

Para legitimar esta adoção a Deusa imbuiu à criança de dons poucos conhecidos, porém intensamente desejados pelos praticantes da antiga Arte.

Memórias de Todas as Vidas
....................................................Livia Ulian

domingo, 21 de março de 2010

A Mulher Nua...

Meu calendário é meio diferente, um tanto quanto eclético, de etnia duvidosa, quase pagão, parcialmente cristão, mas totalmente humano.

Nos Idos de Março as coisas começam a mudar, a Lua dos Ventos sopra as dificuldades pra longe e a Deusa da Aurora nos torna fecundos.

Iniciamos em Marte, sob a regência de Vênus... Que o casal mais bonito e improvável, nos traga a renovação, tornando nossos projetos férteis, e nos mostrando o caminho em direção ao objeto de nossa busca.

Que a nota Lá, condutora da eterna repetição encontrada em Nezah, nos afaste de tudo que é doloroso e traga a realização sob a forma da Arte.

Sim, o ano começa Hoje sob o manto da hedonista Imperatriz.

Tudo me faz lembrar de Eostre e não estranhe se Ostre aparecer pra você!

Oster, Osterhase, ja, das kannst nur du!
Oster, Osterhase, weibt du, ad und zu
wäre ich so gern wie du!

......................................................Livia Ulian