Cadastre seu e-mail

domingo, 13 de abril de 2008

Os Gênios da Humanidade!

Os Gênios da Humanidade são cinco Epagômeros e que juntos formam o Pentaedro Sagrado. Esses seres especiais tinham o poder de presidir as forças dos 5 elementos (terra, água, fogo, ar e éter) e seus elementais correspondentes e governam 5 dias específicos do ano: Jan/05, Mar/19, Mai/31, Ago/12 e Out/24... Reza a lenda que se você nasceu em um desses dias tem como missão guardar a humanidade e pode escolher um anjo, dentre os 72 existentes, para seu guardião nessa tarefa. Pois é, nascer tendo uma anjo pré-determinado é simples, porém poder escolher o seu é uma tarefa nada fácil...

Mas não é desse tipo de Gênio da Humanidade que quero falar e sim de um muito diferente, que para ser exata morreu no dia 19 de Março 2008... Arthur Charles Clarke!

Clarke não escolheu seu anjo, mas foi escolhido por um! Tão esperta essa criatura celeste, que pediu ajuda aos seus companheiros divinos no dia em que teve que retirar seu protegido do planeta. Confesso, se eu fosse um anjo, também ficaria temerosa em fazê-lo. Mas de qualquer modo era necessário, pois tinham que recuperar aquele que estava distante há 90 anos.

Sempre temos que começar por algum lugar e ele começou bem, durante a Segunda Guerra Mundial era controlador do primeiro Radar por Transmissão de Rádio da Inglaterra. Esses radares foram de vital importância na previsão de ataques inimigos, calculando a distância, velocidade e direção do ataque. Isso não evitou que Londres fosse bombardeada, mas possibilitou aos ingleses alertar a população para se proteger. Deviam ser madrugadas longas, sempre esperando um ataque alemão, e em um momento destes, ele começou a escrever. Sorte nossa! Como um sagitariano normal, ele resolve estudar física e matemática e mostrar ao mundo que ciência é arte. Ciência é Mágica, é uma maneira pura de ver o mundo, e para corroborar isso, na primavera de 1964 Kubrick e Clarke se unem dando os primeiros passos da nossa odisséia.

Clarke se retirou de cena antes que o ano de Júpiter chegasse ao fim, afinal era seu filho e fez com que o mundo olhasse o Gigante de outra forma. Quem assistiu A Odisséia no Espaço, poderia esperar acordar um dia e encontrar no céu o romântico segundo sol, mas a partir hoje, pode também esperar que o asteróide Clarke (4923 da Cintura Principal), seja um dia nossa segunda lua em uma órbita geoestacionária, o Sentinela, esperando para saber se nós e nossos descendentes chegaremos a ter Futuro!

............................................................Livia Ulian

sexta-feira, 4 de abril de 2008

O Dia da Lua!

Devia ser um dia comum, onde eu aprontava alguma arte comum a uma criança de 8 anos, mas nesse dia ganhei de presente uma lição que passou a fazer parte da minha vida! Isso foi especial, me diferenciou. - Minha mãe disse: "Hoje é dia da Lua".... Claro que eu não entendi, afinal nós aqui no Brasil não estamos acostumados a pensar assim, mas uma criança Inglesa, Alemã, Italiana e até mesmo Argentina da mesma idade, saberia.

Não adianta falar uma coisa assim pra mim e tentar sair como se nada tivesse acontecido. O mundo acabava de mudar, a chata da segunda-feira tinha acabado de virar um Belo Dia da Lua. Como essa notícia me deixou feliz, acredito mesmo que ninguém possa imaginar como isso mudou tudo pra mim! Sentei e esperei a enorme explicação, afinal minha mãe sabia muitas coisas relevantes.

Até que a explicação foi simples para a minha compreensão na época - em todos os países de língua latina e nos de idioma anglo-saxão, cada dia da semana era dedicado a um planeta ou deus. Minha mãe me explicou os planetas, porque eles tinham aqueles nomes e de onde vieram os deuses gregos e romanos. Eu vi o Olimpo! Imaginem a minha sensação, como tudo se tornou importante, ao ouvir que o deus que cuidava das pessoas do meu signo era Zeus, o maioral, o Meu deus agora tinha Nome... ZEUS! Como consequência passei a gostar das quintas-feiras mais que dos outros dias da semana, era o dia deu falar com Zeus.

Fui compartilhar a grande informação na escola, um colégio de freiras, só que minha explicação não era tão cheia de conteúdo e lógica como a da minha mãe, mas eu tentei. Tenho que dizer a todos que a informação ficou desacreditada, parecia viagem de criança, porém o mais interessante é que a partir deste dia eu entendi, que minhas amiguinhas não sabiam aquilo porque a mãe delas também não sabia, só a minha mãe. A informação tinha mais força ainda!

Passei a procurar informações relacionadas e a aprendê-las, no começo juntava papel, mas depois descobri que não precisava, pois eu sabia tudo de cor e salteado. Me interessava!

Um belo dia, na primeira aula de francês, tudo veio a toma! Pensando hoje, poderia ter sido na aula de inglês, mas a professora era tão desinteressada que a classe só sabia falar: My name is Vicky! Voltemos ao francês, Mademoiselle Arlete nos ensinou, dentre tantas coisas, os dias da semana e teve a delicadeza de dar exatamente a mesma explicação da minha mãe. Foi como um jogo de adivinhar, antes de dizer como era o nome do dia, ela falava: "segunda-feira é o dia da Lua então como deve ser falado em francês?" e a única a saber era euzinha... Lundi e por aí vai.... Foi nesse mesmo ano que começamos a estudar História Geral (até então tínhamos somente História do Brasil), e todo o panteão egípcio, grego, romano, emergiu do tártaro.

Para nós hoje, já grandinhos, isso parece tão óbvio, comum, mas pense em uma criança que ainda não teve contato com isso, experimente contar sobre o Dia da Lua...

.............................................Livia Ulian

terça-feira, 1 de abril de 2008

Dia de Loki - 1º de Abril

Tu, irmão de sangue do Alfather
O esquecido e desterrado
Teu nome esta silenciado
Porém vives em nosso coração

Senhor do fogo que ilumina e transmuta
Senhor do eco apagado
Senhor da burla maliciosa
Deus da brincadeira perversa

Senhor de dualidades
Deus dos conhecimentos ocultos
Comedor de corações malvados
Deus das diversas paixões

Te chamam na hora da necessidade
Quando nenhum outro deus acode
Tu sempre estas a observar
Disposto a ajudar-nos

Tu, guardião desta irmandade
Progenitor de mistérios e entropias
As forças da natureza estão na tua semente
Tu que voas baixo nas asas do falcão

Teu sorriso gela os corações
Tua presença ilumina qualquer mentira
Tu vês a verdadeira natureza
Caótica cambiante

Companheiro de viagem do As Donar
Viajante do lindo céu Lopt
Tu, Lodur um dos criadores da humanidade
Quando a tradição é ameaçada tu apareces

Como preservador tu nutres
Tu chamas aos que devem estar
Para cegar aos Deuses
Primeiro o teu caminho devem encontrar

Sobre tuas provas devem passar
Seus espíritos devem aplacar
Com o fogo purificar
E no processo sua fé encontrar

Os visigodos eternos viajantes
Damos um brinde em tua honra
Reconhecemos-te como deus
Nosso amigo e protetor

Dai-nos tua força e sabedoria
Para que o Folk Visigoth renasça
Que a nação da águia floresça
Ao abrigo do fogo criador

Poema do Deus Loki
Autor: Gothi Hoen Falker
Tradução: Druhtinaz Altheis Araswarts