Cadastre seu e-mail

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

$2 Cents por um Coelho!

Desde criança sou vidrada em desenhos animados, cartoon se preferir chamar assim. Meu dia sempre teve 48 horas, pois eu ia a escola, brincava na rua, andava de bicicleta, assistia TV, ia ao clube, jogava vôlei, fazia natação e ballet, frequentava aulas de piano e conseguia entregar minha tarefa em dia, sem contar as excelentes notas. Não tenho a menor ideia de como conseguia!

Quem de nós não pára na frente da TV quando dá de cara com o Pernalonga e suas ideias super originais, como devolver Manhattan pros índios?! E todas as vezes que vejo aquela máquina de chicletes de bolinha, fico pensando em adicionar água e ver surgir dois mil marcianos instantâneos. E alguém aí tem um buraco portátil para me vender!? Sempre adorei O Hortelino troca-letra, o Eufrasino Puxa-Briga, o invejoso do Patolino, os Irmãos Metralha, odiava o chatinho do Mickey, e ria do Donald nervosinho... Quer saber Amo Tudo isso!

Outro dia estava lendo um texto sobre a psicologia dos desenhos animados e suas mensagens intrínsecas. Gente, tô cansada dessas análises. Que violência que nada! É só desenho e assim deve ser tratado. Quem coloca minhoca na cabeça de criança é adulto, pois elas nunca irão imaginar nada além de desenhos. Que mal exemplo coisa nenhuma! Alguém realmente acha que não existem pessoas como o Pateta, ou ainda que as pessoas podem ter gagueira, podem até não tomar banho (todos meus amigos que lerem isso, pensarão na mesma pessoa...rsrsrsrsrs). Pessoas mentem, exageram, são otimistas ou pessimistas (Hardy existe!). O Eufrasino é baixinho, e sempre arruma encrenca, mesmo quando não quer! A Luluzinha é muito mais esperta que o Bolinha.

Aí vem uma santa alma e diz: o Pica-Pau é maldoso, o Pernalonga é vingativo, que o Pato Donald é egoísta, o Frajola é guloso, o Coyote é um coitado... Tudo bem, pois o Papa-léguas não conhece a lei da gravidade! Vamos crescer um pouco... agora o violento é o Wolverine, mas também é super-protetor, a Docinho é vingativa, o dinossauro Barney é um chato, o Batman é o cavaleiro das trevas e não mais justiceiro, o Robin sumiu pelo bem estar sexual da humanidade, o Super-Homem morreu e o Homem-Aranha continua morando com a tia... Será que alguém em sã consciência pode acreditar que a formação do caráter veio DEPOIS do desenho animado? Que HB ou WD são agentes do diabo! Ah, tenha a santa paciência, o Diabo Veste Prada!

Eu, durante toda minha existência, NUNCA vi nenhum cara mascarado, vestido de meia-calça colorida, com as cuecas enfiadas por cima, com ou sem capa, vagando pela noite, pulando pelos prédios ou soltando teia pelos pulsos!

O que mudou foi a vontade de estereotipar nossos companheiros de infância, querer encaixar cada um deles em tipos psicológicos pré-conceituosos. Quando eu era criança, existiam os personagens que eu gostava e os que eu não gostava e SÓ.

Tá vendo eu sou infantil... eu continuo assistindo um monte de tranqueiras na TV e continuo sem saber como, pois não paro em casa!

.....................................................Livia Ulian

Nenhum comentário: