Cadastre seu e-mail

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Covardia e Medo!

As pessoas tratam essas duas características como a mesma, mas na realidade não são! Primeiro olhei no dicionário e achei vários sinônimos conforme abaixo:
Pusilânime(do latim-de alma pequenina)
Medroso(do latim–que tem medo)
Tímido(do latim–que tem timidez)
Traiçoeiro(relativo a traição, pérfido, desleal)
Poltrão(do latim, não tem coragem)

Foto acima: a lua Phobos

Deixemos o poltrão de lado, a palavra caiu em completo desuso, nem Lamarck pode ressuscitá-la! Já, medroso e tímido não podem ser entendidos como sinônimos de covarde, pelo menos não no “bom sentido”. É isso, existem pessoas covardes no bom sentido e no mau sentido.

Vamos lá, eu tenho horror, medo, pavor, pânico, ou seja, aversão a baratas, mas nenhuma timidez, pois quando uma aparece eu não me importo de pedir auxílio a um desconhecido ambulante ou a qualquer conhecido assente. No caso da timidez, pior ainda, posso até ser temida, mas nunca tímida. Sou medrosa, ou covarde no “bom sentido”, claro?

A palavra pusilânime me surpreendeu, a ausência de pessoas nessas condições em minha vida, causou uma falha grave na minha psico-educação, pelo menos até uns dois anos atrás, quando descobri exatamente o que significa. Mas fico contente, eu tenho a sorte de ter somente um exemplo de como pode ser uma alma pequenina. Entendi também que essas almas são traiçoeiras, extremamente egoístas, são o retrato fiel da covardia! Nunca assumem responsabilidades, e deixam que os outros o façam, simplesmente ficando a parte dos acontecimentos, só aparecendo se houver louros. Um outro exemplo é aquela pessoa que te deve desculpas e nunca o faz – se perguntado sobre o motivo da esquiva, ele vai responder: Você não iria desculpar mesmo, então pra que falar! Com essa atitude covarde ele transfere sua responsabilidade para você. Com belas palavras, atitudes educadas, falso moralismo e fingindo serem pacificadores, esses seres passam pelo mundo e até se reproduzem. Covardia da brava mesmo!

Cheguei a polida conclusão que covardia é produto da deslealdade, da traição e nem de perto isso se parece com medo ou timidez.

Do Dicionário Pessoal de ........................................... Livia Ulian

Um comentário:

Marcinha Luna disse...

Eu sei que de medo e de timidez tenho muito...descupas sempre peço, rsrs, porém dar desculpas depende muito...ai que complicado isso hein?!
bjs